Arquivos

Ao longo do ano, em vários locais da capital, a Alliance Française de Luanda realiza concertos, palestras, teatro… para propiciar o intercâmbio e a descoberta.

EXPOSIÇÃO FOTOGRÁFICA - REFUGIADOS EM ANGOLA

REFUGIADOS EM ANGOLA

21 de Junho à 20 de Julho: Exposição aberta ao público

O Governo de Angola e ACNUR (Agência de ONU para Refugiados), em parceria com o Memorial Dr. António Agostinho Neto e a Alliance Française de Luanda, lançam, na ocasião do dia Mundial do Refugiado, uma exposição fotográfica no Memorial Dr. António Agostinho Neto.

A exposição retrata o dia-a-dia dos refugiados e a assistência por estes recebida, e estará aberta ao público entre 21 de Junho e 20 de Julho.
O principal objectivo é sensibilizar a sociedade sobre a situação actual dos refugiados em Angola e no mundo.

Esta iniciativa revela os esforços do Governo, do ACNUR, e dos parceiros no apoio aos refugiados que se encontram no país, assim como a generosidade do povo angolano no acolhimento dos mesmos.

Actualmente encontram-se cerca de 70.000 refugiados e requerentes de asilo em Angola.

EXPOSIÇÃO WAKPON

O Museu trespassa as paredes

A Alliance Française de Luanda e o Banco Económico apresentam WAKPON, uma exposição inovadora de arte contemporânea 100% produzida em África e baseada na tecnologia da realidade aumentada.

O conceito é inédito em Angola: os visitantes descobrirão através dos seus dispositivos móveis (smartphones, tablets) as obras de 10 artistas africanos escondidas em “Imagens Mágicas” que são representações de panos africanos. Trata-se duma parte da colecção do Museu de Ouidah / Fundação Zinsou, do Benim.

A exposição decorrerá a partir do dia 2 de Junho até o dia 15 de Junho na Galeria do edifício Sede do Banco Economico (Rua do 1º Congresso do MPLA/Ingombota). É organizada em homenagem ao Dia de África e tem o apoio de Air France, da Embaixada de França em Angola, Total E&P Angola e Dimassaba.

A Fundação Zinsou e o projecto Wakpon

Primeira fundação privada no Benim voltada para a cultura e a arte contemporânea, a Fundação Zinsou foi criada em Junho de 2005 por iniciativa da família Zinsou. Visa ser a pedra de toque para a difusão popular e o reconhecimento universal de artistas africanos contemporâneos, tendo como princípio base: ser completamente grátis no que respeita todas as suas actividades.

Em novembro de 2013, a Fundação Zinsou abriu um museu em Ouidah, no Benim; o primeiro a encarnar a África Ocidental contemporânea. Oferecendo assim um ponto de encontro entre a arte e todos os públicos, dá uma nova visibilidade ao continente como verdadeiro actor do mundo da arte.
Hoje, com a criação do aplicativo digital WAKPON - O Museu traspassa suas paredes, a Fundação Zinsou - tendo esses mesmos objectivos e querendo levá-los ainda mais longe - reiterou a riqueza do continente Africano em termos de criatividade mas também de inovação tecnológica.

Em qualquer parte do mundo, o aplicativo WAKPON leva os usuários à descoberta de dez artistas contemporâneos que fazem parte da colecção do Museu de Ouidah, através de uma experiência inédita.
Concebido sob a direcção técnica de Pierrick Chabi, este usa as possibilidades oferecidas pela tecnologia chamada de "realidade aumentada".

Pierrick Chabi é um jovem empreendedor franco-beninense apaixonado pelo seguinte desafio: o acesso à educação e à cultura; como fazer com que as aprendizagens sejam menos peníveis e mais divertidas?
Engenheiro de software especializado em sistemas de visão computacional, fundou a startup Wakatoon, que comercializa uma tecnologia quase mágica, e com elevado potencial educativo: pinte um desenho no papel, capte-o em fotografia com um smartphone, e pronto, ele ganha vida no ecrã!

Festival de músicas do continente africano

Em homenagem ao Dia da África, a Alliance Française de Luanda organiza dois concertos excepcionais com a participação de artistas de Angola, Burkina Faso, Mali, Marrocos e França.

Os concertos acontecerão na sexta-feira, 25 de Maio, às 19h, no Memorial Dr. António Agostinho Neto e no sábado, 26 de Maio, às 20h, na Casa das Artes em Talatona. Os grupos participantes serão Debademba Trio (Burkina/França/ Mali), Majid Bekkas Trio (Maroccos) e o dueto angolano formado por Toty Sa’Med e Nayela Simões.

Estes concertos, entre tradição e modernidade, com repertórios de World Music, Gnaoua, Jazz, Blues e Fusion, serão a oportunidade de mostrar um pouco da diversidade e do dinamismo da cena musical africana.

O Festival tem o apoio de Air France, Saham, Embaixada de França, Embaixada de Maroccos, Total E&P Angola, Dimassaba e da RNA.

DEBADEMBA

Fruto da colaboração entre o guitarrista virtuose Abdoulaye Traoré e o cantor maliano Mohamed Diaby, Debademba (que significa “a grande família” em língua bambara) apresenta um repertório electrizante e dançante que mistura diversos estilos musicais europeus e africanos: o Jazz o Blues o Funk, a Salsa e o Rock cruzam-se com os ritmos da África do Oeste. Simplesmente imperdível!
VIDEO:
https://www.youtube.com/watch?v=n5zIrEnK6YQ

MAJID BEKKAS TRIO
Fundador do African Gnaoua Blues, Majid Bekkas é maior expoente da fusão de música espiritual de transe Gnaouie, do Jazz e do Blues. Sua abertura, seu carisma, sua voz sensual de cantor Gnaoui e sua virtuosidade no domínio do “Guembri” (instrumento de cordas típico do Marrocos) o tornam o maior representante do seu género musical. A cultura Gnaouie é oriunda da mistura entre o património musical ancestral, árabe-berbere e africano com tendências místicas sufi ou sagrada. Majid Bekkas já se apresentou em prestigiosos eventos como o Jazz in Marciac ou então o Montreux Jazz Festival. Em Luanda, será acompanhado de Simo el Babarti (saxo soprano) e de Amine El Bliha (percussões).
VIDEO: https://www.youtube.com/watch?v=5G1rj4soYps
TOTY SA’MED ET NAYELA SIMÕES

Cantor, compositor e multi-instrumentista, Toty Sa’Med é um dos artistas de culto da Nova Música Angolana
As suas influências vão do Rock Psicadélico ao Jazz, mas iniciou-se na infância, na música africana. Cedo começou a produzir instrumentais de Rap, Kuduro e Kizomba, mas a paixão arrebatadora pelos Sembas da geração N’Gola Ritmos e pela Música Popular Brasileira levaram-no a abandonar as experimentações musicais e a dedicar-se exclusivamente à guitarra.

Nayela participou, em 2015 no Primeiro The Voice África (The Voice Angola), gravado na África do Sul. Tem feito vários espectáculos em Angola e na África do Sul, surpreendendo com a suavidade da sua voz e habilidade com a guitarra. Participou no Festival da Canção da LAC, merecendo o aplauso da crítica.
VIDEO: https://www.youtube.com/watch?v=KBZ_R9uziew

Yugson

Por ocasião do Dia Internacional da Dança, a Alliance Française de Luanda, em parceria com a Casa das Artes e a Fábrica de Sabão, organiza o show de danças urbanas do bailarino francês Yugson. Especializado em hip-hop, battle e freestyle, Yugson, apresentará o seu novo espectáculo de danças urbanas que criará com outros bailarinos angolanos.
Para além da sua carreira de bailarino, Yugson, é um verdadeiro pedagogo da dança.
Criador da Hawks Method, ele viaja pelo mundo inteiro para dar aos bailarinos de danças urbanas as ferramentas para serem capazes de conhecer as suas forças e debilidades, para evoluir na sua própria arte.
Convidou então 7 bailarinos angolanos com diferentes especialidades (popping, bboying, kuduro e afro house) a juntarem-se a ele, para apresentarem um show de danças urbanas, onde mistura as suas técnicas, as suas fontes de inspiração com a energia e as especialidades dos bailarinos angolanos. Esta criação será fruto de 10 dias de trabalho em residência com os 7 bailarinos na Casa das Artes.

O primeiro show terá lugar no sábado 28 de Abril às 19h30 na Casa das Artes (Talatona).
O ingresso será de 4.000 Akz (público geral) e de 2.500 Akz (estudantes da Alliance Française de Luanda e das Escolas de dança).
O segundo show terá lugar no domingo 29 de Abril às 17h00 na Fábrica de Sabão (Cazenga).
3 grupos de Bboys e de Afro House apresentar-se-ão na primeira parte (das 16h00 às 17h00).
O ingresso será de 300 Akz.

Este evento conta com o apoio da Embaixada de França em Angola, da Total E&P Angola, da Air France, e da Dimassaba.

YUGSON

Bailarino e coreógrafo, Yugson é também professor de danças urbanas.
Com o seu projecto “Hawks Method”, Yugson atravessa o mundo inteiro para realizar workshops de dança e para inspirar-se em torno dos ritmos e da energia que descobre em cada país.
Yugson ganhou várias competições de dança na área do hip-hop em diferentes partes do mundo.
Em 2001, venceu o prestigioso prêmio da “Battle of the Year“ na Alemanha. Conta também com 6 victórias do concurso francês “Juste Debout” entre 2003 e 2014.

VÍDEO: https://www.youtube.com/watch?v=JBrK_UREY00&t=721s
WEBSITE: https://www.facebook.com/DJYUGSONHAWKS/

Pages